segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Maturidade?

""Nunca se deve engatinhar quando se tem o impulso de voar""


A fase é boa, bah e se é!
Eu só queria me encontrar em diversos sentidos no meio desses sinais que a vida ta me mandando...em meio a essas pistas que ela tem deixado de quem realmente eu me tornei agora!
ás vezes eu me sinto tão cansada, a ponto de não saber responder perguntas simples sobre a minha própria pessoa, e as respostas são quase sempre "não sei".
Mas como pode alguém não saber qual o seu sabor de sorvete favorito? Onde quer ir? Do que gosta? Do que não gosta?
Pois é, pra mim tudo isso é muito difícil. Porque não são conceitos que saem de mim e passam apenas por mim, não, eu não sou assim. Pra mim, todos os meus conceitos vem de fora e aí eles passam pra dentro. Tá errado, eu sei! O fato é que depois de algumas experiências traumáticas eu simplesmente comecei a ser assim por pura proteção. Éra mais fácil deixar a decisão sempre passar pelo outro, assim eu tinha certeza de que não me frsutraria.
Só que, isso teve um limite, e ele tá surgindo agora. Vem aquela vontade absurda de dizer quero isso, não quero aquilo, gostei disso, não gosto daquilo, e aí eu tenho que ficar segurando e ponderando pras coisas não saírem absurdamente desenfreadas.
Voltei a me sentir desconfortável com coisas que vem de fora, mas não fazem parte de nada aqui dentro, e que não é justo eu guardar comigo ou tomar como verdade.
Tá, vocês podem achar que eu to sendo contraditória porque eu disse que a fase era boa né?
Mas, eu considero isso uma bênção, e das grandes. E eu agradeço!
São olhos que novamente voltaram a enxergar, é uma cabeça que enfim voltou a pensar, e um corpo que voltou a se sentir desconfortável em moldes feitos de aceitação.
É aquela luzinha, que pode não ser grande coisa, mais já dá a direção!
Talvez tudo isso tenha se dado porque finalmente eu tenha me perdoado pelos meus erros e me permitido de coração estar em paz comigo mesma.
Talvez seja o amor, que me deixou um pouco mais sensível ás coisas que acontecem ao meu redor... e talvez seja o amadurecimento!
Incrível!

Um comentário:

Mih disse...

saudades imensas... desculpe-me pela longa ausência. espero que não se repita

beijos - te amo