sexta-feira, 16 de julho de 2010

Tem dias...

Tem dias que nem o Bozo consegue ficar feliz.
Tem dias que não dá.
Tem dias que não dá pra fingir que as coisas não incomodam, não dá pra fingir que cair não dói.
Tem dias que não dá pra fingir que não dói ouvir o amigo dizendo que fomos indiferentes, no dia em que só queríamos chorar, e ele não se deu ao trabalho de perguntar se estava tudo bem.
Tem dias que não dá pra fingir que a falta de tato não magoa, que a falta de reciprocidade não machuca.
Tem dias que que não dá.
Tem dias em que a gente só queria o abraço, só queria acertar a velocidade do próprio passo.
Tem dias que conseguir não criar expectativas e sonhos em cima dos outros seria mais fácil.
Tem dias que o pouco que se recebe, comove quando é verdadeiro.
Tem dias que ingratidão e falta de consideração marcam.
Tem dias que simplesmente não dá.
Tem dias que não dá pra rir de piada sem graça, não dá pra agüentar a chatice alheia (já basta a nossa própria)
Tem dias que não dá pra gostar de comer rúcula (quem inventou essa porra?).
Chamem de TPM, de crise existencial ou o diabo. Tem dias que só uma enorme barra de chocolte com ovomaltine te entende. Desculpa, mas tem dias que não dá pra brincar de faz-de-conta. Não posso. Hoje, não.

Um comentário:

Renato Orlandi disse...

Eu devo ter TPM também então, porque olhaaaaa vou te contar... Nesses dias eu me tranco no quarto e choro até dormir, de preferencia ouvindo Norah Jones sabe, hehe... Só uma coisa, o que é Bozo? Não me lembro de ter conhecido :P. Bjuu linda, fica bem!