sexta-feira, 14 de agosto de 2009

...

Eu tenho desejado imensamente algo de uma dificuldade muito maior do que qualquer outra coisa que eu passei.É o desejo desenfreado por algo que eu não posso palpar, por algo que eu não posso controlar, manipular, suplicar,e quem vem me deixando diferente. A sensação de ter as mãos atadas, de ter que se contentar em deixar a vida mostar o caminho.
Estou tão estranha que nem ao menos sei o que sinto me sentindo assim. Assim normal.Eu estou longe de ser o que sempre fui. No entanto ainda percebe-se a permanência dos tradicionais dilemas. Logo, nem toda essência foi perdida.
Agora eu consigo trabalhar com a idéia de que as "coisas" podem e talvez até devam ter o seu tempo determinado. E que EU sim, preciso viver feliz pra sempre, até que a morte ME separe.
Os meus 365 dias que se passam deixando as mais visíveis marcas de aprendizado.

Em silêncio então, eu agradeço, mesmo o turbilhão!

Bom final de semana gente!

2 comentários:

Juliana Lira disse...

Cah

Ando desejando algo meio louco também,rsrsrs
Mas que bom que seu desejo tá te fazendo ver que vc pode ser feliz pra sempre.É isso aí...

Milhões de beijos

Renato Fierce disse...

Eu acho que entendo esse tipo de sensação, eh realmente muito estranho, é algo de fora, mas por dentro... aaah, e parabéns, achei que deveria dizer isso, esse post tem um ar de transformação, renascimento...